IGP estadual divulga nota sobre liberação de corpo do menor de 05 anos, vítima de acidente em Ijuí Featured

O menino Luiz Enrique Azambuja, de 5 anos de idade, morreu após um acidente de trânsito durante a noite de terça-feira,21, na ERS-155, em Ijuí. A mãe do menino, Jaqueline da Silva Azambuja, de 25 anos, ficou ferida e foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para receber atendimento médico no Hospital de Caridade de Ijuí.

De acordo com a Polícia Civil, o acidente aconteceu por volta das 21h. A mãe do menino dirigia uma caminhonete Ford F250, e próximo da ponte com o Rio Ijuí, perdeu o controle do veículo ao fazer uma curva, saindo da pista e batendo de ré contra uma árvore. A suspeita é de que o automóvel tenha aquaplanado.

"O corpo do menor, vítima de acidente de trânsito em Ijuí ontem à noite, foi tratado com prioridade pelo Posto Médico-Legal (PML) do IGP em Cruz Alta. O corpo somente foi recebido hoje pela manhã para os procedimentos de necropsia. Cabe lembrar que o traslado do corpo, do local do fato até o PML, é de responsabilidade do Sindicato dos Estabelecimentos Funerários do Estado do RS, com o qual o IGP tem convênio. O PML de Cruz Alta estava aberto e poderia ter recebido o corpo. Destacamos, no entanto, que é de praxe que as necropsias somente sejam realizadas de dia. Também é necessário esperar seis horas após a morte para iniciar o procedimento."

Na sessão da última segunda-feira na Câmara de Vereadores de Ijuí, o vereador César Busnello, PSB, já havia apresentado uma solicitação, para que fosse convidado o Diretor do IGP para participar na reunião das comissões da Câmara e tratar os motivos da demora da liberação de corpos/cadáveres. Destacou ainda a importância de encontrar caminhos para amenizar a burocracia e diminuir a angústia dos familiares.

Busnello explicou o problema maior enfrentado com esta situação: "Em Ijui há três médicos legistas; Dr Auro, Dr Fábio e Dr Henrique. Em Cruz Alta Dr Rubilar e Dr Jules. Em Santa Rosa Dra Mariana. Com isto há um plantão regionalizado, com atendimento diário de um médico de plantão nessas três regiões. Se é dia de plantão em Cruz Alta tem q levar para Lá. Se o dia é de Santa Rosa leva pra lá. Isso não pode acontecer", frisou o vereador.

Rate this item
(2 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.